A normativa do regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD), também designada como General Data Protection Regulation (GDPR), definiu um novo enquadramento não apenas para a forma como lidamos com a nossa informação pessoal, mas também como as entidades financeiras a trabalham. A recolha, classificação e reporting de dados foi alvo de um novo enquadramento e nos dias que correm a forma como bancos e outras entidades têm de facultar informação ao Banco Central Europeu (BCE) tem de seguir apertados critérios que legitimam essa informação.

As empresas têm assim nas mãos uma nova realidade em que devem cumprir os requisitos impostos na comunicação de dados e do fluxo de informação ao BCE. Este cenário implica um cuidado levantamento e identificação do fluxo de tratamento desses dados anterior ao reporting. Para tal, recorrem amiúde a software de data governance, responsável pela criação de um “catálogo” de informação sobre o ambiente operacional.

Os dados que alimentam este software compõem um conjunto de aplicações, programas, sub-programas e data sources (objetos) que têm a seu cargo o processamento dos dados em determinado fluxo operacional. A primeira dificuldade das empresas passa precisamente pela identificação dos objetos, e a abordagem manual revela-se infrutífera dada a complexidade inerente ao processo. Além disso, devem assegurar-se de que o processo é renovável, isto é: a alteração nos processos tem de ser refletida na estrutura criada para gerar a informação necessária de fluxos.

O software é o aliado normal para a automatização dos procedimentos e equipas que controlem o processo. A Vantis assume-se como um parceiro com um profundo conhecimento nesta área e apresenta equipas com abrangentes competências na identificação de objetos e recolha de informação. Depois de efetuado este processo, é criado um histórico detalhado da geração e recolha dos objetos e é assegurada uma total integração do histórico dentro do processo. O objetivo? Simplificar o processo e assegurar a compliance com os requisitos do RGPD na comunicação de dados bancários a instâncias como o BCE.

A normativa RGPD impõe muitos desafios, mas empresas como a Vantis são parte da solução. Entre em contacto connosco e veja como podemos ajudá-lo.